CHANTE FRANCE

Ocorreu um erro neste gadget
OBRIGADO PELA VISITA

O TEMPO CONTEM A TERNIDADE

CADA DIA NOVA VIDA

Calendario

O Tempo nos conduz a Deus

domingo, 26 de setembro de 2010

A ESMOLA APAGA UMA NULTIDÃO DE PECADOS

26º DOMINGO DO TEMPO COMUM
Lc.16,19-31


No vigésimo sexto domingo do Tempo Comum, estamos diante de uma Parábola atual de São Lucas, universal, que nunca envelheceu: a Parábola do Rico Epulão e do Pobre Lázaro. O rico vestia-se elegantemente, concedia-se esplêndidos banquetes todos os dias e se tratava muito bem. Do outro lado da sua propriedade, no entanto, jazia um pobre chamado Lázaro. Como acontece sempre, o rico - que representa os ricos desse tempo e os atuais - não tinha olhos para ver, porque enxergava apenas o que queria.
Certamente quando ingressarmos na Eternidade, Deus nos fará a pergunta: “Terá você visto isso, terá notado aquilo?” E nós, que deveríamos corar, então responderemos: “Senhor eu não percebi bem, não vi, se tivesse visto não me teria comportado como me comportei”. Aí, porém, será tarde, e o pecado de todos estes continua se repetindo.

Diferentemente, o Evangelista não nos diz que o rico agrediu Lázaro, dando-lhe pontapés. Também não relata o Evangelista que ele tenha chamado a polícia para retirar imediatamente o pobre da porta de sua mansão; pelo contrário, até no inferno o Rico Epulão pensa nos próprios irmãos e deseja adverti-los para que não vão também eles para o inferno.

O pecado desse rico é o pecado de não ter querido ver. Temos olhos, mas é preciso que busquemos enxergar com os olhos do Coração, com os olhos da generosidade, com os olhos de Deus; que não cavemos fossos e abismos neste mundo, que depois carregaremos para a Eternidade quando lá ingressarmos.

Através dos olhos que Deus nos dá, através desta Parábola lida e meditada, mesmo sendo pecadores de fato, o que hoje Lhe podemos pedir com humildade é que nos ajude a fazer o bem.

São Pedro nos dá um conselho consolador: “A Esmola cobre uma multidão de Pecados”.(*)

c / f  Padre Fernando C.Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário