CHANTE FRANCE

Ocorreu um erro neste gadget
OBRIGADO PELA VISITA

O TEMPO CONTEM A TERNIDADE

CADA DIA NOVA VIDA

Calendario

O Tempo nos conduz a Deus

terça-feira, 27 de abril de 2010

JESUS É O MELHOR ALTAR E A MELHOR FESTA QUE CELEBRA A GLÓRIA DO PAI ETERNO.


Terça Feira
4ª Semana da Páscoa
Jo.10,22-30


Este Evangelho de São João, que contém o texto de Jesus auto revelando-se como Bom Pastor, situa-se entre a festa das Tendas e a festa da Dedicação do Templo celebradas pelos judeus, época que equivale à metade do nosso mês de dezembro.

Jesus, na festa das Tendas, auto revela-se como Luz do mundo e como o Pastor verdadeiro. Por ocasião da celebração da Dedicação do Templo, auto revela-se como Aquele a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo.

Na verdade, esta manifestação de Jesus na primeira parte do quarto Evangelho é chamada substituição. Jesus substitui, nesta primeira parte, uma a uma as festividades judaicas.

De inicio, substitui a velha Água dos Judeus usada em suas purificações pelo Vinho messiânico novo que é a Sua Revelação. A seguir substitui o Velho Sábado judeu por algo mais precioso para nós, relativizando: “Meu Pai trabalha sempre, inclusive aos sábados, e Eu também. Mas, acrescenta, o Pai dá a Vida e dá ao Filho o poder de dar a Vida também”, ou seja, até mesmo no sábado - dia de repouso por excelência dos Judeus - o Pai está atento em conceder a Seus filhos a Vida Eterna e em dar a Jesus o poder de conceder Ele também a mesma Vida.

Jesus modifica o velho maná que comeram os Pais na geração do êxodo, oferecendo em troca Seu Corpo e Seu Sangue como alimento nosso. “Não foram os vossos pais que comeram o Pão do céu, o Pão é aquele que Meu Pai vos dá.”

Por ocasião da festa das Tendas, quando se suplicava a Água da chuva para regar e fertilizar a terra árida de Israel, Jesus nos diz que aquela súplica foi escutada por Deus de maneira inaudita: “Quem tiver sede venha a Mim e beba”. Do interior de Jesus jorrarão rios de Água Viva - Ele falava do Espírito que hão de receber aqueles que Nele crescem. Agora, por ocasião da festa da Dedicação, fala-nos a respeito do verdadeiro Altar consagrado que é Ele mesmo.

Todo Evangelho de São João em sua primeira parte é o livro das substituições. Uma a uma, as festividades judaicas são substituídas por algo melhor e intimamente relacionado com Jesus, e é com grande alegria e gratidão que nós recebemos diariamente - na liturgia e na vida - este algo melhor que Ele deseja nos comunicar. (*)
c / f Padre Fernando C. Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário